Meu bebê dorme sozinho e no berço!

28 de outubro de 2016

Quando minha primeira filha nasceu eu não tinha a menor noção do que era rotina de um bebê, fazia tudo no automático, ela chorava eu checava fralda, via se era hora de mamar, se não fosse nada disso podia ser cólica… ia mesmo no adivinhômetro (nem sei se existe essa palavra, se não existir acabei de inventar, anota aí…) para vocês terem uma ideia eu nem entendia direito essa coisa de soneca, no primeiro mês ela só dormia, mamava e sujava a fralda, não necessariamente nessa mesma ordem hahaha…hoje acho engraçado mas na época não tinha graça não, quase pirei.

Conforme os meses foram passando ela dormia cada vez menos durante o dia. De manhã dava banho ela mamava e eu achava que ela já tinha que dormir de novo, afinal nos primeiros dias só dormia, aos poucos fui percebendo que no meio da manhã ela sempre voltava a dormir, mas era só um pequeno cochilo, no máximo 40/ 45 minutos e logo já estava resmungando, no início da tarde a mesma coisa, e isso começou a se repetir todos os dias mais ou menos no mesmo horário. Ok, estava instalada a rotina das sonecas, fiquei super feliz afinal quando ela dormia eu tinha algumas horinhas, ou minutos sagrados para respirar, só esqueci de um pequeno detalhe, tratava-se de um bebê e não de um robozinho programado, ou seja, claro que não seria tão simples assim todos os dias. Falando em não ser tão simples… sabe aquela fase em que os bebês lutam contra o sono? Eu não sabia que existia, e ao invés de seguir firme com a rotina eu pensava: “ela não quer dormir e pronto” bora tentar distrair a criança, aí  que eu piorava a situação, porque ela estava com sono, só não conseguia dormir sozinha. É! Isso acontece, existe uma fase que temos que ensinar ou ajudar o bebê dormir, mas sem saber disso eu a deixava ainda mais irritada, pronto, o caos estava instalado… depois  de muito desgaste meu e dela, percebi que mesmo sem dar sinais de estar com sono, aquele era o horário da soneca e ela precisava dormir, finalmente a paz voltou a reinar!

Mas não durou muito, já havia chegado outra fase, aquela em que os bebês passam a fazer apenas a soneca da tarde, e para eu perceber isso? Passava horas tentando fazer ela dormir de manhã sem sucesso, tadinha da minha filha… ficava muito irritada!

Bom, quase três anos se passaram e decidi voltar a trabalhar, era hora de coloca-la na escolinha, imaginei que seria ótimo para ela, iria acordar bem cedo, brincar o dia todo, logo dormiria mais cedo. Ah! esqueci de contar que a Luiza nunca dormia antes de 23:30/00:00.

Engano meu, o sono dela piorou muito! Acordava cedo, brincava muito o dia todo e no final da tarde estava exausta, por volta de 17:00/17:30 ela já não aguentava e dormia na escola, eu a buscava umas 18:30 e a encontrava capotada (só ela não, váaaarias crianças, como mãe sofre!) o sono era tão profundo que eu pegava, colocava na cadeirinha do carro e nada de acordar, chegava em casa umas 19:00 as vezes até mais tarde, e adivinhem…ela acordava no maior pique, baterias carregadas e lá íamos nós  até quase 01:00 da manhã, assim foi mais um ano. Sem contar que ela só dormia em nossa cama, jamais, em hipótese alguma dormia no quartinho dela.

Depois de maiorzinha, sempre que pegava no sono em nossa cama a levávamos dormindo para a caminha dela, mas sempre acordávamos com a Luiza de volta em nossa cama.

A Luiza hoje tem 12 anos, ela passou a nos dar boa noite, ir para o quarto dela, para a cama dela, sozinha, apagar a luz e dormir faz uns 2 anos.

Isso me assustou tanto que eu nem pensava em ter outro filho, e quase não tive mesmo, o Lucca veio 11 anos depois. Mas o motivo real dessa grande diferença de idade dos meus filhos é assunto para um outro post…

Quando estava grávida do Lucca, foi inevitável lembrar de tudo que eu havia passado com a Luiza devido a falta de rotina, então com medo de cometer os mesmos erros passei a buscar na internet informações sobre sono dos bebês,  e foi aí que descobri nos blogs maternos muitas informações sobre a importância da rotina desde cedo.

Quando chegamos da maternidade já fui colocando em prática tudo que eu tinha aprendido, confesso que ainda não acreditava que o meu comportamento e uma rotina estabelecida pudesse influenciar tanto, mas acreditem, funciona mesmo! Claro que da trabalho, leva tempo e requer muita paciência e persistência, e é claro que os primeiros dias serão bem complicados afinal mãe e bebê ainda estão se conhecendo mas aos poucos começa a funcionar e vou dizer, é a melhor coisa que eu fiz, desde os primeiros meses o Lucca já adormecia sozinho no berço tanto nas sonecas quanto a noite. A seguir vou contar detalhadamente como fiz para conseguir estabelecer esta tão necessária rotina de sono a noite:

Rotina de sono do Lucca

Sempre comecei a prepara-lo para dormir com o banho, ajuda muito a relaxar, então até hoje dou banho entre 19:00/19:30, por volta de 20:00/20:30 dou a mamadeira já no quarto sempre escurinho só com uma luminária bem fraquinha na tomada, porta fechada e música de ninar no móbile, depois de mamar costumo niná-lo um pouquinho no colo, em seguida coloco no berço, ainda fico fazendo carinho por alguns minutos, depois saio do quarto fecho a porta e fico monitorando pela babá eletrônica (item que acho fundamental para nos dar segurança em deixar o bebê sozinho no quarto).

Faço essa rotina desde que chegamos da maternidade, melhor coisa que fiz na vida! É muito bom depois de um dia cansativo você saber que naquele determinado horário seu bebê vai dormir tranquilo e sem estresse, você passa a ter tempo para descansar, dar atenção para o marido, para os outros filhos se tiver, ler um livro, assistir um filme, enfim, com a rotina conseguimos ter nossa vida de volta pelo menos até o outro dia amanhecer.

Claro que nos primeiros meses o bebê ainda acorda na madrugada para mamar, mas se ele estiver habituado a rotina, mama e consegue voltar a dormir sozinho depois. (Você deve estar pensando: “Imagina, isso não vai funcionar aqui em casa”! Acredite, funciona, alguns bebês acostumam mais facilmente outros podem levar mais tempo, agora, mais cedo ou mais tarde vai funcionar, pode ter certeza!).

Tudo caminhava perfeitamente, até que por volta dos 4/5 meses o Lucca começou a chorar quando eu saia do quarto, coisa que nunca havia acontecido antes, então usei a seguinte estratégia:

Continuava fazendo toda a rotina, mas ao invés de sair do quarto com ele ainda acordado, ficava esperando ele dormir.

É importante sair do quarto com o bebê ainda acordado, pois caso ele desperte não sentirá a necessidade da nossa presença para voltar a dormir.

Mas Débora, você não disse que era importante sair do quarto com o bebê ainda acordado? Sim, mas estamos falando de bebês e não robozinhos programados, terão muitas fazes em que eles vão mudando por vários motivos, dentes, picos de desenvolvimento, podem ficar doentinhos e aí teremos que nos reorganizar e readaptar a rotina, agora o mais importante é não desistir a cada obstáculo ou desafio.

Voltando a parte que ao invés de sair do quarto com ele ainda acordado, eu ficava esperando ele adormecer.

Claro que de certa forma eu estava regredindo já que ele conseguia dormir sozinho, meu objetivo era reestabelecer a rotina mas isso não incluía deixa-lo chorando sozinho no berço. Ok, existe mães que agem dessa forma, não condeno, mas não gosto da ideia de deixar meus filhos chorando sozinhos sem fazer nada para acalma-los, e como ele passou a chorar quando eu saia do quarto eu voltava, e explicava: “A mamãe esta aqui com você, agora é hora de dormir…” evitando ao máximo pegar no colo, mesmo as vezes em que ele pedia colo, eu sentava no chão e pela grade do berço pegava nele, fazia carinho, cantava, também é muito importante não acender a luz e nem tira-los do quarto, isso ajuda a restabelecer a segurança que o bebê precisa para voltar a dormir, afinal ele já aprendeu a fazer isso, e sabe que você não vai ceder.

Segui assim durante alguns dias, até que comecei a sair do quarto novamente com ele acordado, ele dava uma choradinha, eu voltava e repetia tudo, quantas vezes foram necessárias, cheguei a voltar muitas vezes, lembra da insistência e persistência? É fundamental para ter sucesso, ninguém disse que seria fácil e não será, mas vale muito a pena!

E assim consegui fazer o Lucca dormir sempre no mesmo horário, no quarto dele, sozinho, com a luz apagada e porta fechada. Funciona todos os dias sem exceção? Não! Muitas vezes temos que começar tudo de novo desde o início, por vários motivos, viagem, ficou doentinho… mas hoje é muito mais fácil.

Importante dizer que este ritual se repete também nas sonecas, como o Lucca está com 1 ano e 10 meses só tem a soneca da tarde, mas a rotina de ir para o quarto e etc… é igualzinha a da noite, só não tem o banho antes.

Esse foi apenas um relato das experiências que tive com meus filhos, quis compartilhar com vocês as consequências negativas derelogio não ter estabelecido uma rotina de sono desde o início com a minha primeira filha, e os benefícios de ter me aprofundado mais no assunto e ter conseguido criar e manter uma rotina com o segundo filho. Vale lembrar que não sou especialista no assunto, deste lado aqui tem apenas uma mãe, que assim como você tenta fazer sempre o melhor para os filhos, muitas vezes erra outras acerta, mas sempre tentando melhorar.

Experimenta estabelecer a rotina de sono com seu bebê, coragem, vai valer muito a pena. Se precisar de apoio, desabafar, trocar alguma experiência, estou aqui. Com todo meu carinho.

Grande beijo!

Débora Bertoldi

 

 

 

 

6 comentários

6 respostas para “Meu bebê dorme sozinho e no berço!”

  1. Paula Boni disse:

    Amiga, que máximo esse texto.
    Concordo plenamente, ter rotina faz toda diferença, cheguei a levar a banheira portátil comigo para garantir o banho na casa dos avós é sempre deu certo. Manter a rotina da escola também é importante, afinal Teodoro foi com 4 meses e isso dá certo até hoje.
    Quando ele pede atriz e feijão em pleno sábado acho o máximo, ele aprendeu na escola a comer corretamente.
    Hoje por exemplo foi comigo para o pilates e levamos o café da manhã: fruta, iogurte e biscoito integral.
    Além disso não toma refrigerante, e é uma escolha, já deixei tomar e não curtiu.
    Enfim rotina e orientação é TUDO.

  2. Edineia disse:

    Adorei as dicas…Vou começar a criar uma rotina aqui em casa. Volto a trabalhar daqui um mês e ja estou preocupada. Minha filha tem 4 meses e só dorme entre 23:30 e 01:00 da manhã.

    • Debora Bertoldi disse:

      Oi Edineia, fico feliz que tenha ajudado.
      Boa sorte com a rotina!
      Grande beijo!
      Débora Bertoldi

  3. gabriela disse:

    Excelentes dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESIGN MY WISHES GALLERY | PROGRAMAÇÃO WEBONFOCUS